Seja minha vida o padrão naquilo que eu falar e no procedimento, o exemplo à todos levar.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

VÁRIOS GRUPOS FORMAM O POVO DE ISRAEL


O conteúdo DESTE ENCONTRO É SOBRE OS VÁRIOS GRUPOS QUE FORMARAM O POVO DE Israel. São grupos diferentes, com características próprias. Mas esses grupos têm em comum a fé no Deus conosco e o projeto de construir um jeito de viver, livre da opressão.
Memória:
¾ Colocar no centro da roda símbolos e fotos da família; e os símbolos e as frases dos encontros anteriores.
¾ Partilhar sobre a história desses símbolos e fotos que nos acompanham: Como chegaram à sua família, quem os trouxe, o que significam?
¾ Neste clima de amizade, recordar a realidade das irmãs e dos irmãos de Canaã e do Egito, que tiveram de deixar suas terras e seus pertences em busca de uma vida melhor.
¾ Finalizar com este ou outro canto: O teu povo, Senhor, está sofrendo...
a) Processo de formação do povo de Israel
Preparação:
- mapa do mundo, do Brasil e de Canaã (anexos).
Como fazer:
¾ Encontrar, no mapa, a nossa cidade de origem e traçar o percurso da viagem até chegar à comunidade (fazer as setas: por exemplo, “Sr. João veio do Paraná para Rondônia”).
¾ Fazer pequenos grupos e partilhar:
o De que cidade você veio? Por que você veio para cá? Veio sozinha/o? Trouxe a família? Há quantos anos? Pode nos contar como era este lugar no começo? Qual foi a maior dificuldade que você encontrou? Por que escolheu esta região?
o O grupo apresenta uma música de sua região de origem. E o prato típico?
(Se as pessoas não tiverem feito experiência de migração, perguntar-lhes se conhecem algum caso na família ou entre suas/seus amigas/os).
Nós estamos todas/os aqui juntas/os na comunidade, mas viemos de vários lugares. E quando escutamos certas músicas, parece que passa um filme dentro de nós e revivemos sentimentos, pessoas, lugares, épocas. A gente sempre guarda algum costume da nossa terra. A receita de uma comida, um jeito de falar, de se vestir... E, com todas essas diferenças, nós participamos, hoje, de uma mesma comunidade. O que será que nos une?
b) Aprofundamento:
Na formação do povo de Israel aconteceu um processo semelhante ao de nossa comunidade. Como vimos no último encontro, vários grupos sofriam a opressão dos reis e do faraó, assim como muitas/os de nós vivíamos situações difíceis em nossa terra de origem.
Esses grupos eram de diferentes lugares, tinham seus próprios costumes, mas, em certo momento da história, eles se encontraram nas montanhas de Canaã, partilharam suas vidas, aprenderam a viver juntos e construíram uma importante memória para a história do povo de Israel. Vamos conhecer melhor os grupos que formarão o povo de Israel.
Em grupos, ler o texto:
¾ Ex 1,8-14;
¾ Ex 2,16-22;
¾ Gn 49, 13-28;
De acordo com os textos, procurar entender:
¾ De onde vêm esses grupos?
¾ Qual o trabalho que realizam?
Desenhar os grupos e o tipo de trabalho que realizam em uma folha de papel grande. Partilhar o resultado dos trabalhos.
Apontar, no mapa de Canaã, as migrações de alguns grupos que formaram o povo de Israel e a sua localização nas montanhas. Por exemplo, fazer uma sete do Egito, deMadiã e das localidades de Canaã ate as montanhas (Anexo 1: mapa de Canaã com as setas). Depois, comparar com o mapa das migrações da comunidade.
c) Frase: Pedir para o grupo construir uma frase que resuma o encontro de hoje e colocá-la em destaque. Ou pode usar esta: BÍBLIA, CAMINHADA DE LIBERTAÇÃO.
Para concluir:
¾ No mesmo ambiente que preparamos o início deste encontro, partilhar brevemente sobre a importância de ter uma história, de guardar memórias.
¾ Finalizar com este ou outro canto: O povo de Deus...
d) Para casa:
¾ Trazer objetos e fotos do inicio da comunidade.

APROFUNDAMENTO IV
VÁRIOS GRUPOS FORMAM O POVO DE ISRAEL
Com a apresentação das músicas de nossas regiões de origem, provavelmente voltou ao nosso corpo a memória de pessoas e acontecimentos importantes, ou simplesmente o sabor de uma comida gostosa, uma brincadeira de infância. Dá até saudades... Outras vezes, são memórias tristes que gostaríamos de esquecer, mas que estão presentes e também fazem parte da nossa história. Trazemos em nosso corpo todas essas memórias, e com elas, hoje, aqui, formamos uma comunidade unida pelos mesmos ideais.
Assim também aconteceu no processo de formação do povo de Israel. Pessoas e grupos de diferentes lugares, com a mesma vontade de construir uma vida melhor, foram morar em uma região livre da opressão dos reis e do faraó. Provavelmente, a maioria desses grupos refugiou-se nas montanhas desabitadas de Canaã, aonde os carros de guerra dor reis não conseguiam chegar.
Nesta época, por volta do ano 1250 a.C., alguns acontecimentos facilitam a saído dos grupos para as montanhas.
Por um lado, a chegada dos “povos do mar”, como os filisteus. São assim chamados porque vêm do mar Mediterrâneo. Eles disputam as terras do Egito. Isto enfraquece o poder do faraó e deixa os reis das cidades-estado de Canaã sem apoio militar. Aproveitando o “vazio de poder”, pequenos grupos de escravos conseguem fugir de seus senhores (1Sm 25,10-11).
Por outro lado, avanços da “tecnologia” possibilitam o desmatamento das florestas e o plantio da roça. Por exemplo, o ferro permite construir ferramentas mais resistentes para o trabalho; o uso da cal no revestimento de cisternas possibilita armazenar água da chuva; e a técnica de pequenos muros (ou terraços) nas encostas direciona as enxurradas. Tudo isso ajuda a melhorar as condições de vida nas montanhas.
Mas quais são os grupos que conseguem fugir para as montanhas?
Vamos olhar de perto nossos textos. Há um grupo que nós conhecemos bem: o grupo de Moisés (Êxodo 1,8-14). São trabalhadores forçados que vivem no Egito: gente pobre de Canaã e talvez famílias pobres também do Egito e de outras regiões vizinhas que perderam suas terras e foram obrigadas a trabalhar nas construções do faraó.
Além do grupo de Moisés, do Egito, encontramos um grupo de Madiã (Êxodo 2,16-22), representado por Jetro, sogro de Moisés. Entre eles há pastores e metalúrgicos(citação).
Como vemos, parte do povo de Israel é formada por pessoas de fora de Canaã, mas a maioria é dali mesmo, e é gente que vive na marginalidade. Tem gente de Zabulon: são marinheiros e comerciantes que vivem perto de Sidônia. Há grupos de Issacar: provavelmente são homens assalariados para fazer guerra. Eles não gostam de viver com baixos salários, como escravos e operários. Em Dã, existem turmas que protegem as caravanas contra os exércitos dos reis em troca de dinheiro. Deviam formar um exército mercenário, que saqueava caravanas, aldeias e cidades. Em Gad, há mais mercenários pagos para lutar. Em Aser, alguns grupos talvez trabalhem na corte. Em Neftali, encontramos funcionários, mensageiros ou soldados do rei...
Todos esses grupos, pequenos e pobres, conseguem livrar-se da opressão dos reis e do faraó e se refugiar nas montanhas. Eles são de diferentes regiões, têm seus próprios costumes, enfrentam dificuldades para sobreviver, mas há muita coisa em comum entre eles:
1º) São chamados de hebreus, isto é, pessoas excluídas do sistema das cidades-estado;
2º) Todos fazem a experiência do êxodo, ou seja, de saída de uma situação de opressão, violência e fome imposta pelos reis e pelo faraó.
3º) Todos acreditam na presença de Deus a seu lado conduzindo-os na caminhada de libertação.
Aos pouco, esses grupos de tradições diferentes se encontram nas montanhas, conversam e percebem que possuem histórias de vida parecidas, como se formassem um mesmo povo, uma mesma comunidade. Começam, então, a organizar a vida de modo a preservar na base das suas relações a liberdade, a partilha, a solidariedade e a justiça. E estabelecem um acordo de ajuda mútua diante da ameaça de outros grupos que desejassem submetê-los ao pagamento de tributos.
No próximo encontro, vamos saber o que mantém a união desses grupos e conhecer seu jeito novo de viver.
Fonte: http://www.cbiblicoverbo.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=132:4-varios-grupos-formam-o-povo-de-israel&catid=39:introducao-a-biblia

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

TAEKWONDO FEMININO EM ITABIRA

A Professora DÉBORA CRSTINA, Faixa Preta e 1º DAN está com  academia na rua Ipoema, b. Pará, em Itabira, ao lado da loja Bárbara Bela, a uns 100 metros do bar do ELTON.
Informações 31-8881-2087.

Itabiranos conquistam sete primeiros lugares no Mineiro de Tae Kwon-Do

19 de setembro de 2011 - 13:16
Aconteceu neste fim de semana (17 e 18 de setembro de 2011), a 5ª etapa do Campeonato Mineiro de Tae Kwon-Do, que contou com a participação de 9 (nove) atletas de Itabira, coordenados pelo Grão-Mestre Martinho Francisco Alvarenga Oliveira e pelo Professor Daú Primo.
Todos os atletas que representaram Itabira subiram ao pódio, tendo obtido os seguintes resultados:
* 1º lugar categoria Poom Sae Adulto Faixa Preta Feminino = Débora Cristina;
* 1º lugar categoria Poom Sae Adulto Faixa Preta Masculino = Thiago Carvalho;
* 1º lugar categoria Poom Sae Infantil Faixa Amarela Feminino = Alice Maria Ferreira dos Santos;
* 1º lugar categoria Poom Sae Mirim Faixa Amarela Feminino = Ana Luiza Ferreira dos Santos;
* 1º lugar categoria Poom Sae Infantil Faixa Verde Masculino = Patrick Lopes;
* 1º lugar categoria Poom Sae Infantil Faixa Amarela Masculino = Daniel Eduardo;
* 1º lugar categoria Luta Juvenil Faixa Vermelha Masculino = Gabriel Duarte Vieira;
* 2º lugar categoria Luta Juvenil Faixa Preta Masculino = Samuel Dreyfus;
* 2º lugar categoria Luta Infantil Faixa Preta Masculino = João Pedro de Paula Costa.
O evento foi realizado no Ginásio Poliesportivo do Riacho das Pedras, em Contagem/MG e contou com a participação de atletas de vários municípios do Estado. O torneio foi realizado pela Federação de Tae Kwon-Do do Estado de Minas Gerais e contou com o apoio da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Conselho Regional de Educação Física de Minas Gerais, Secretaria de Estado de Esporte e da Juventude e Prefeituras de Itabira, Caeté, Divinópolis, Contagem e Betim.
Itabiranos exibem medalhas. (Foto: Divulgação) A segunda da esquerda para a direita a PROFESSORA DÉBORA CRISTINA.
http://www.viacomercial.com.br/2011/09/19/itabiranos-conquistam-sete-primeiros-lugares-na-5%C2%AA-etapa-do-mineiro-de-tae-kwon-do/

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Recurso de Combate ao Crack e Corrupção...


DISCURSOS - Delegado Protógenes pede fiscalização de recursos para combate ao crack e enfrentamento à corrupção


O deputado Delegado Protógenes (PCdoB-SP) destacou iniciativas de sua autoria, como o Projeto de Lei 21/11, que eleva as penas para os casos de corrupção quando os crimes resultarem em dano expressivo ao erário. Segundo o parlamentar, esse projeto faz parte do Plano Nacional de Combate à Corrupção e representa um dos maiores anseios da sociedade brasileira.

Delegado Protógenes comentou também proposta de fiscalização e controle de sua autoria que trata do combate ao crack no País. Para ele, é preciso fiscalizar os recursos destinados pelo governo federal aos órgãos responsáveis pelo plano de enfrentamento à droga, “que dizima a infância e a juventude” do Brasil.

“Pela primeira vez na história desse País um presidente da República se compromete diretamente em combater esse flagelo social que está dizimando as camadas mais pobres da sociedade brasileira”, afirmou.

O deputado apresentou ainda requerimento que dispõe sobre a instalação de uma CPI “da Privataria Tucana”. Segundo o parlamentar, nesta Legislatura a Mesa Diretora “tem por dever cívico instaurar o processo de investigação das privatizações da época do governo do PSDB aqui no Brasil”. Para Delegado Protógenes, “esses gestores da coisa pública do passado têm o dever de dar explicações à Câmara dos Deputados”.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

שבשמו של סלבדור YAOHÚSHUA


שבשמו של סלבדור YAOHÚSHUA



על סלוואדור 
וקראתי את שמו YAOHÚSHUA (תשווע, ישו, ישו) (Mt.1: 21);
נסיך שלום, אלוהים אדיר, פלא היועץ (Is.9: 6)
קדוש של אלוהים (מארק 2:24), שה האלוהים (Jo1: 29), יוצר של חיים (At.3: 15), אלוהים (Ap.15: 3), קב"ה, אריה של שבט יהודה (Ap.5: 5), השורש של דוד (Ap.22: 16), המילה של חיים (1 Jo.1: 1), הסופר והגימור של אמונתנו (Hb.12: 2) 

עורך דין (1 Jo.2: 1) הדרך (Jn.14: 6), השמש עולה (Lc.1: 78), אדון הכל (At.10: 36), אני (Jo.8: 58), בנו של אלוהים (Jo.1: 34), רועים ובישוף של נשמות (1 Pe2: 25), משיח (Jo.1: 41), אמת (Jn.14: 6), סלבדור (2 Pe.2: 20), אבן פינה (Ef.2: 20), מלך המלכים (Ap.19: 16), רטו השופט (2 Tm.4: 8), אור העולם (Jô.8: 17), ראש הכנסייה (Ef.1: 22), כוכב שחר (Ap.22: 16), סאן משפטים (Mal 04:02), ישווע משיח (At.15: 11), רועים ראשיים (1 Pe.5: 4)), תחיית מתים וחיים (Jô.11: 25), מלא ישע (Lc.1: 69), מדריך (Mt.2: 6), אלפא ואומגה (Ap.1: 8).
.................................................. ..........................................

אדם 1 Co.15: 45), אמן (Ap.3: 14), שליח שלנו הווידוי (Hb.3: 1), הזרועה של הלורד (Is.51: 9; 53:1), מחבר נצח הישועה (עברים .5:9), עיקרון של הבריאה של אלוהים (Ap.3: 14), בנו האהוב (Mc.1: 11), מבורכים ושליט בלבד (1 Tm.6: 15), סניף (Is.4: 2) לחם החיים (Jn.6: 35), מחבר הישועה (Hb.2: 10), הרועים הראשיים (1 Pe.5: 4), המשיח של אלוהים (Lc.9: 20), ניחם ישראל Lc.2: 25), אבן פינה (Sl.118: 22), בורא (Jô.1: 3), משחרר (Rm.11: 26), רצונם של כל העמים (Ag.2: 7), נמל (Jô.10 : 7), נבחר של אלוהים (Is.42: 1), אב נצחי (Is.9: 6), עד נאמנים (Ap.1: 5), ראשון ואחרון (Ap.1: 8), בכורות (Ap 1:5), מבשר (Hb.6: 20), כבוד ה '(Is.40: 5) אלוהים (Is.45: 21, Jn.20: 28), ברוך (Rm.9: 5) רועה טובה (Jô.10: 11), מדריך (Mt.2: 6), כהן גדול גדול (Hb.4: 14), 

ראש הכנסייה (Ef.1: 22), היורש של הכול (Hb.1: 2), משרת קודש (At.4: 27), הקודש (At.3: 14), קדוש ישראל (Is.41: 14 ), ישועה (Lc.1: 69), אני (Jô.8: 58), תמונה של אלוהים (2 Cor.4: 4), עמנואל (Is.7: 14), תשווע מנצרת (Mt.21: 11 ) 

שופט של ישראל (Mq.5: 1), הוגן (At.7: 52), קינג (Zc.9: 9), המלך של הימים (1 Tm.1: 17), מלך היהודים (Mt.2: 2) מלך האומות (Ap.15: 3), מחוקק (Is.33: 22), כבש (Ap.13: 8), שה האלוהים (Jô.1: 29), פרינס (Is.55: 4) חיים (Jn.14: 6), אור העולם (Jô.8: 12), אדון הכל (At.10: 36), אדון גלורי (1 Cor.2: 8), אדון האדונים (1 Tm.6: 15), לורד צדקתנו (Jr.23: 6) 

איש של יגון (Is.53: 3), מתווך (1 Tm.2: 5), שליח של האמנה (Ml.3: 1), משיח (Dn.9: 25; Jô.1: 41), אלוהים אדיר (ישעיה .9:6), עצמה (Is.60: 16), הנוצרי (Mt.2: 23), בנו היחיד (Jô.1: 18), חג הפסח שלנו (1 Co.5: 7), הנסיך של המלכים (חזון 1:5), הנסיך של חיים (At.3: 15), 

נביא (Lc.24: 19; At.3: 22), גואל (איוב 19:25), רוק (1 Co.10: 4), חבצלת השרון (Ct.2: 1), סלבדור (Lc.2: 11 ), זרעים של האישה (NG.3: 15), שילה (Gn.49: 10), ברוך בנו של אלוהים (Mc.14: 61), 

בנו של דוד (Mt.1: 1), בנו של עליון (Lc.1: 32), בן האדם (Mt.8: 20), סאן משפטים (Ml.4: 2), אור אמיתי Jô.8: 12) נכון גפן, (Jô.15: 1) אמת (Jô.1: 14), עדות (Is.55: 4), Word (Jô.1: 1) דבר אלוהים (Ap.19: 13) .    

 שמו קשור למשימתו (משיח), יחד עם שמו של YÁOHU האב. וÅhus הוא הצלה, מציל, כלומר YÁOHU סוקורו וסלבדור YÁOHU מכאן YÁOHU-שוע. 
שמה של אמו של מושיענו בעברית ובמריה לא היה אפילו צליל מצרי מרים, אבל MAOROAN.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

IMPRUDÊNCIA X IMPUNIDADE ???

O Comdec- coordenadoria Municipal de Defesa Civil, na pessoa de seu responsável CARLOS ROBERTO GORINO, CONSTATOU que a pessoa do Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE realizou grande movimentação de terra (desaterro) em seu lote deixando as casas vizinhas em situação de vulnerabilidade, principalmente os imóveis de nº70 e nº110 da rua Dr.Guerra, centro, Itabira, as quais tiveram a base ou sustentação descalçada expondo o alicerce. Continua...
Os locatários vão ter que bancar hotel ou outra casa, além da mudança dos inquilinos, diante da em TESE, inércia do Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE do 3º Cartório Notarial de Itabira.
Na foto acima, o banheiro externo, muro e passeio vieram abaixo, assustando os moradores, os quais ficaram em pânico e não conseguem dormir. E o medo das chuvas... Que bom que deu uma estiada. Mas, onde está o Sr. Helvécio?
Com as chuvas desse período e em especial no dia 06/02/13  parte do barranco que já havia sido retirado de forma irresponsável, imprudente, cedeu em vários pontos das laterais e dos fundos, causando a queda do muro da residência do nº70, onde reside o Sr. Paulo César Azevedo Meyer e família, bem como, a queda do banheiro externo usado pela família e mesmo pela empregada.
Que situação... Banheiro externo, passeio, muro tudo abaixo, além de outras partes com muitas trincas e das grandes...
VEJA ABAIXO SEM AS LONAS...
O lote que possuía dois níveis distintos, foi drasticamente reduzido ao nível rente da rua.
A retirada da terra foi feita sem observar a segurança das quatro casas laterais e inclusive aos fundos do prédio da antiga e desativada cadeia. Também deixou exposto no lote um encanamento de esgoto que passa na forma de servidão de uma das residências.
A casa da rua Dr. Guerra n.70, o TALUDE de corte negativo (INSTÁVEL), ficou com a sua lateral sem lona de proteção estando o tempo chuvoso. E ainda, detalhe do muro da divisa com instabilidade e rompimento do banheiro externo e parte do muro na divisa desmoronou deixando a viga de apoio à mostra e parte do muro cheio de trincas. 

A casa ficou comprometida com instabilidade na sua estrutura e parte lateral correndo sério risco de desabar. Apesar da medida paliativa do Sr. Helvécio na colocação de lona no dia 06 de fevereiro.
O representante do Comdec da prefeitura de Itabira, diante da situação encontrada, informou aos moradores do nº70 e nº110 sobre o risco iminente de permanecerem no local, no que tange a perda de seus bens e em especial terem suas vidas ceifadas e que procurassem de imediato outro imóvel.

O responsável pelo Comdec notificou mesmo que verbalmente ao Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE, quanto a sua responsabilização no que tange a iniciativa de tal desaterro. Tendo sido o mesmo notificado e que deverá tomar providências acerca da segurança das pessoas e dos imóveis em questão, bem como, para que apresentasse aos órgãos competentes, documentos sobre o acompanhamento técnico para a execução de tal serviço e que apresentasse a A.R.T. (Anotações de Responsabilidade Técnica).

A proprietária da ADIMOL (Administradora de Imóveis Ltda) à rua dos Operários, centro, Sra. Elza Maria Fonseca Porto, se viu escandalizada com a situação, pois até agora o Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE, não apresentou nenhuma documentação para lhe dar respaldo de sua iniciativa que vem causando transtorno de vários tipos. Pois, como o Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE não é encontrado com facilidade, talvez em seu sítio em frente ao Hotel Chácara, saída para Belo Horizonte, o mesmo não tomou iniciativa de pagar um hotel para tais famílias. Isso deverá sobrar para a imobiliária, que talvez receba seu prejuízo, somente perante a justiça cível.


Na responsabilidade da Adimol, é somente a família do Sr. Paulo Meyer. Já a residência térreo,      o locatário Sr. Rodrigo, também deverá tomar providências, sem falar a residência na parte esquerda ao fundo do imóvel, que corre o risco de cair sobre a casa logo abaixo ou deslizar para dentro do tal lote do Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE. Que bom que nestes dias as chuvas não estão caindo, no entanto, a terra continua precipitando.

Na frente do lote, pode se ver o prédio da Banda Euterpe.

O lote que possuía dois níveis distintos, foi drasticamente reduzido ao nível rente da rua.
A retirada da terra foi feita sem observar a segurança das quatro casas laterais e inclusive aos fundos do prédio da antiga e desativada cadeia. Também deixou exposto no lote um encanamento de esgoto que passa na forma de servidão de uma das residências.

Com referencia a casa da rua Dr. Guerra n.70, a onde resido, o TALUDE de corte negativo (INSTÁVEL), ficou com a sua lateral sem lona de proteção estando o tempo chuvoso. E ainda, detalhe do muro da divisa com instabilidade e rompimento do banheiro externo e parte do muro na divisa desmoronou deixando a viga de apoio à mostra e parte do muro cheio de trincas. 

A casa do n.70, ficou comprometida com instabilidade na sua estrutura e parte lateral correndo sério risco de desabar. Apesar da medida paliativa do Sr. Helvécio na colocação de lona no dia 06 de fevereiro, mais de um mês depois.



Nos fundos do lote temos a Cadeia Pública e a via ou rua do Cemitério do Cruzeiro, na rua Paulo Pereira.
A Cadeia Pública Municipal desativada, apresenta comprometimento em sua fundação de SAPATA CORRIDA, LINDEIRO, TALUDE onde foi feito o corte do terreno. 
Apresenta terreno com intemperismo (manto de intemperismo – superfície dada a fácil ao desgaste de erosão) com veios de minério de itabirito, também, intemperisado e apresenta risco iminente e sem proteção de lona e aberto ao tempo. Risco de rompimento de apoio e queda da EDÍCULA


O Sr. HELVÉCIO COTA ANDRADE é o oficial do 3º Cartório Notarial ao lado da Igreja da Saúde, centro. Os engenheiros que o Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE levou ao local após toda a ocorrência, condenaram o que ali foi realizado, bem como, deixaram claro que não forneciam laudo de segurança para as casa atingidas e nem mesmo, um deles, disse que não moraria com sua família em nenhuma das casas envolvidas em tal ato irresponsável.
Veja o tamanho da inclinação do muro... Já deixou de ser rachadura, para brecha ou buraco, de um muro e outro, o qual irá carregar a caixa do relógio da água do SAAE.  


Os moradores dos imóveis 70 e 70-A, já teriam sido notificados a se retirarem do imóvel pelos locatários, diante da possível inercia e sumiço do Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE, o qual há de estar em seu sítio ao lado ou em frente ao Hotel Chácara. 

Ao fundo você pode observar como era o terreno anterior a iniciativa do Sr. HELVÉCIO COTA ANDRADE, onde já havia uma escavação antiga e de forma responsável, sabendo que a esquerda da foto era respeitada a servidão de esgoto. E com a atual escavação, a servidão do esgoto das residências acima foram destruídas.
Estamos como uma leve dúvida... De onde era a máquina que efetuou tais escavações? De uma empreiteira ou da prefeitura? Quem era o responsável pela máquina. O Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE, foi visto por diversas vezes acompanhando o trabalho da máquina e dos talvez quase 300 caminhões carregados com a retirada da terra do lote.
Como se pode ver acima, o muro da cadeia antiga, que é um imóvel publico, corre o risco de desabar. E para a felicidade do  Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE, estes dias tem sido de estiagem, sem falar na sorte ou providência divina, em prol dos moradores de tais residências expostas e com riscos iminentes de caírem e ceifar vidas.

O morador da casa alta à direita, que reside no segundo andar, Sr. Paulo Meyer, Itabirano, porém, dia de semana reside em belo Horizonte onde trabalha, teve que deixar sua empresa de turismo, desde a semana retrasada para ficar por conta de procurar o Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE e demais autoridades como o Ministério Público na pessoa da Promotora de Justiça Adriana Becker, Prefeitura, Defesa Civil,  Bombeiro, a Adimol e outros. Vivenciando um momento de LUCRO CESSANTE, em seu trabalho, na busca de uma solução diante do que poderíamos chamar de omissão do autor de tal ato irresponsável. 
Portanto, onde estaria o Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE nesta segunda-feira de carnaval? Em seu sítio ou na casa de algum amigo? Ou acompanhando o sofrimento e perturbação de tais famílias na iminência da ocorrência de algo pior?



O Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE, do 3º Cartório Notarial em Itabira, tomou conhecimento do expediente do COMDEC abaixo apresentado. Será que o Sr. HELVÉCIO COTA DE ANDRADE, teria colocado dúvidas quanto ao relatório do COMDEC se tais funcionários seriam engenheiros civil? Será que teria ele colocado dúvidas quanto ao Laudo e BO do Corpo de Bombeiro de Itabira?


DA INSTABILIDADE DO TERRENO
A instabilidade do terreno é visível a olho nu e em contínuo desbarrancamento, apesar de não ter chovido desde o dia 06 de fevereiro até a presente data. E sério s riscos as edificações vizinhas como a queda iminente das edificações.
Os cortes com TALUDES laterais e dos fundos, estão geologicamente instáveis, precisando de medidas e procedimentos técnicos urgentes.

A chuva poderá apressar e provocar danos imediatos as edificações com o risco de vida dos moradores e mesmo de pessoas que transitam no local, já que o lote encontra-se aberto. 





sábado, 9 de fevereiro de 2013

teste

הצטרפתי לטיפרס. יש שם המלצות של חברים 
על סרטים, על ספרים, מסעדות, גאד'טים. 
זה אחלה.
תצטרפו ונוכל לשתף טיפים אחד עם השני!

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Dois Esqueletos no Hasanlu, Pérsia, Irã


O beijo... De "6000 anos" encontrado em Hasanlu, Irã.

O amor é mais forte que o tempo.
Hasanlu é um sítio de escavação arqueológica no Irã, Azerbaijão Ocidental, Solduz Valley. Esqueletos foram encontrados em uma caixa com nenhum objeto. A única característica é uma laje de pedra sob a cabeça do esqueleto, no lado esquerdo.



segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Deputado Federal Henrique Eduardo Alves, Presidente da Câmara e Detalhes da Posse.

Em Construção... Falta os vídeos e textos... 

O deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) com seu favoritismo foi eleito presidente da Câmara, com 271 votos. O segundo lugar foi Júlio Delgado (PSB-MG), com 165 votos. Rose de Freitas (PMDB-ES) teve 47 e Chico Alencar, 11 (PSOL-RJ)
A passagem foi animada por um grupo de manifestantes, escandalizados pela posse recente de Renan Calheiros e não deixaram barato.



 

E Ranan Calheiros...
A charge acima, é sugestiva por demais... Pois falta a cor daqueles que sabemos que são honestos e podemos confiar que não irão se vender. Creio que os honestos, são aqueles ao fundo que estão sem uma cor aparente e que não estão misturados... Logo abaixo, outra Charge. E Tiririca, com certeza há de estar prestando um serviço a nação e a seus eleitores, muito melhor que a maioria dos deputados.
 Abaixo, o Facebook compartilha a imagem e veja se você concorda? 

 
E o povo vai continuar engolindo sapos e mais sapos...
 
Voltando a posse no congresso...



O sol estava quente, mas era hora de voltar para dentro diante de um ambiente climatizado e continuar a acompanhar a votação e posse na parte externa.
Obuses 105 mm do Exército brasileiro apostos, para abrilhantar a posse.
Preparações para a posse...


Pessoal guardando e aguardando a saída dos congressistas para a posse...
Preparativos finais da posse ou o principiar dos trabalhos...
Abaixo, um pouco de zoom para observarmos mais de perto.






Estudantes e seguimento político contrário, fazendo a democracia na forma de manisfestar contrariedade em desfavor de Renan Calheiros...
video

Veja a Carta Abaixo, de Tereza Collor para Renan...

A Carta é antiga , mas ela é muito atual pela Nova Eleição a Presidência do Senado.

Carta aberta ao Senador Renan Calheiros
"Vida de gado. Povo marcado. Povo feliz". As vacas de Renan dão cria 24 h, por dia. Haja capim e gente besta em Murici e em Alagoas!
Uma qualidade eu admiro em você: o conhecimento da alma humana. Você sabe manipular as pessoas, as ambições, os pecados e as fraquezas.

Do menino ingênuo que eu fui buscar em Murici para ser deputado estadual em 1978 - que acreditava na pureza necessária de uma política de oposição dentro da ditadura militar - você, Renan Calheiros, construiu uma trajetória de causar inveja a todos os homens de bem que se acovardam e não aprendem nunca a ousar como os bandidos.
 
Você é um homem ousado. Compreendeu, num determinado momento, que a vitória não pertence aos homens de bem, desarmados desta fúria do desatino, que é vencer a qualquer preço. E resolveu armar-se. Fosse qual fosse o preço,  Renan Calheiros nunca mais seria o filho do Olavo, a degladiar-se com os poderosos Omena, na Usina São Simeão, em desigualdade de forças e de dinheiros.
 
Decidiu que não iria combatê-los de peito aberto, descobriria um atalho, um mil artifícios para vencê-los, e, quem sabe, um dia derrotaria todos eles, os emplumados almofadinhas que tinham empregados cujo serviço exclusivo era abanar, durante horas, um leque imenso sobre a mesa dos usineiros, para que os mosquitos de Murici (em Murici, até os mosquitos são vorazes) não mordessem a tez rósea de seus donos: Quem sabe, um dia, com a alavanca da política, não seria Renan Calheiros o dono único, coronel de porteira fechada, das terras e do engenho onde seu pai, humilde, costumava ir buscar o dinheiro da cana, para pagar a educação de seus filhos, e tirava o chapéu para os Omena, poderosos e perigosos.
 
Renan sonhava ser um big shot, a qualquer preço. Vendeu a alma, como o Fausto de Goethe, e pediu fama e riqueza, em troca.
 
Quando você e o então deputado Geraldo Bulhões, colegas de bancada de Fernando Collor, aproximaram-se dele e se aliaram, começou a ser Parido o novo Renan.
 
Há quem diga que você é um analfabeto de raro polimento, um intuitivo. Que nunca leu nenhum autor de economia, sociologia ou direito. Os seus colegas de Universidade diziam isso. Longe de ser um demérito, essa sua espessa ignorância literária faz sobressair, ainda mais, o seu talento
De vencedor.
Creio que foi a casa pobre, numa rua descalça de Murici, que forneceu a você o combustível do ódio à pobreza e o ser pobre. E Renan Calheiros decidiu que, se a sua política não serviria ao povo em nada, a ele próprio serviria em tudo. Haveria de ser recebido em Palácios, em mansões de milionários, em Congressos estrangeiros, como um príncipe, e quando chegasse a esse ponto, todos os seus traumas banhados no rio Mundaú, seriam rebatizados em Fausto e opulência; "Lá terei a mulher que quero, na cama que escolherei. Serei amigo do Rei."
 
Machado de Assis, por ingênuo, disse na boca de um dos seus personagens: "A alma terá, como a terra, uma túnica incorruptível."
Mais adiante, porém, diante da inexorabilidade do destino do desonesto, ele advertia: "Suje-se, gordo! Quer sujar-se? Suje-se, gordo!"
 
Renan Calheiros, em 1986, foi eleito deputado federal pela segunda vez. Nesse mandato, nascia o Renan globalizado, gerente de resultados, ambição à larga, enterrando, pouco a pouco, todos os escrúpulos da consciência. No seu caso, nada sobrou do naufrágio das ilusões de moço!
Nem a vergonha na cara. O usineiro João Lyra patrocinou essa sua campanha com US1.000.000. O dinheiro era entregue, em parcelas, ao seu motorista Milton, enquanto você esperava, bebericando, no antigo Hotel Luxor, av. Assis Chateaubriand, hoje Tribunal do Trabalho.
 
E fez uma campanha rica e impressionante, porque entre seus eleitores havia pobres universitários comunistas e usineiros deslumbrados, a segui-lo nas estradas poeirentas das Alagoas, extasiados com a sua intrepidez em ganhar a qualquer preço. O destemor do alpinista, que ou chega ao topo da montanha - e é tudo seu, montanha e glória - ou morre. Ou como o jogador de pôquer, que blefa e não treme, que blefa rindo, e cujos olhos indecifráveis Intimidam o adversário. E joga tudo. E vence. No blefe.
 
Você, Renan não tem alma, só apetites, dizem. E quem, na política brasileira, a tem? Quem, neste Planalto, centro das grandes picaretagens nacionais, atende no seu comportamento a razões e objetivos de interesse público? ACM, que, na iminência de ser cassado, escorregou pela porta da renúncia e foi reeleito como o grande coronel de uma Bahia paradoxal, que exibe talentos com a mesma sem-cerimônia com que cultiva corruptos? José Sarney, que tomou carona com Carlos Lacerda, com Juscelino, e, agora, depois de ter apanhado uma tunda de você, virou seu pai-velho, passando-lhe a alquimia de 50 anos de malandragem?
 
Quem tem autoridade moral para lhe cobrar coerência de princípios? O presidente Lula, que deu o golpe do operário, no dizer de Brizola, e hoje ospeda no seu Ministério um office boy do próprio Brizola? Que taxou os aposentados, que não o eram, nem no Governo de Collor, e dobrou o Supremo Tribunal Federal? No velho dizer dos canalhas, todos fazem isso, mentem, roubam, traem.
Assim, senador, você é apenas o mais esperto de todos, que, mesmo com fatos gritantes de improbidade, de desvio de conduta pública e privada, tem a quase unanimidade deste Senado de Quasímodos morais para blindá-lo.
 
E um moço de aparência simplória, com um nome de pé de serra - Siba - é o camareiro de seu salvo-conduto para a impunidade, e fará de tudo para que a sua bandeira - absolver Renan no Conselho de Ética -  consagre a sua carreira.
Não sei se este Siba é prefixo de sibarita, mas, como seu advogado 'in pectore', vida de rico ele terá garantida. Cabra bom de tarefa, olhem o jeito sestroso com que ele defende o chefe... É mais realista que o Rei. E do outro lado, o xerife da ditadura militar, que, desde logo, previne: quero absolver Renan.
 
Que Corregedor!... Que Senado!...Vou reproduzir aqui o que você declarou possuir de bens em 2002 ao TRE. Confira, tem a sua assinatura:
 
1) Casa em Brasília, Lago Sul, R$ 800 mil,
2) Apartamento no edifício Tartana, Ponta Verde, R$ 700 mil,
3) Apartamento no Flat Alvorada, DF, de R$ 100 mil,
4) Casa na Barra de S Miguel de R$ 350 mil ... 
E SÓ.
 
Você não declarou nenhuma fazenda, nem uma cabeça de gado!!
Sem levar em conta que seu apartamento no Edifício Tartana vale, na realidade, mais de R$1 milhão, e sua casa na Barra de São Miguel, comprada de um comerciante farmacêutico, vale mais de R$ 2.000.000.Só aí, Renan, você DECLARA POSSUIR UM PATRIMÔNIO DE CERCA DE R$ 5.000.000.
 
Se você, em 24 anos de mandato, ganhou BRUTOS, R$ 2 milhões, como comprou o resto? E as fazendas, e as rádios, tudo em nome de laranjas?  Que herança moral você deixa para seus descendentes?.
 
Você vai entrar na história de Alagoas como um político desonesto, sem escrúpulos e que trai até a família. Tem certeza de que vale a pena?
Uma vez, há poucos anos, perguntei a você como estava o maior latifundiário de Murici. E você respondeu: "Não tenho uma só tarefa de terra. A vocação de agricultor da família é o Olavinho." É verdade, especialmente no verde das mesas de pôquer!
 
O Brasil inteiro, em sua maioria, pede a sua cassação. Dificilmente você será condenado. Em Brasília, são quase todos cúmplices.
Mas olhe no rosto das pessoas na rua, leia direito o que elas pensam, sinta o desprezo que os alagoanos de bem sentem por você e seu comportamento desonesto e mentiroso. Hoje perguntado, o povo fecharia o Congresso. Por causa de gente como você!
 
Por favor, divulguem pro Brasil inteiro pra ver se o congresso cria vergonha na cara. Os alagoanos agradecem.
 
Thereza Collor
__._,_.___
G.I.S. - Grupo de Informação para Soroptimistas -  em português

IMPEACHMENT DO PRESIDENTE DO SENADO RENAN CALHEIROS

http://www.avaaz.org/po/petition/Impeachment_do_Presidente_do_Senado_Renan_Calheiros/?ckasZdb
Entre no site acima e assine o pedido de Empeachment do Presidente do Senado.
Por que isto é importante?
Povo Brasileiro! Acabamos de ser chamados de Palhaços!!! O Senador Renan Calheiros acaba ser eleito Presidente do Senado com 56 votos secretos!! Isso, 56 votos secretos. Isso é o não um absurdo? E não podemos ficar calados diante de tal atrocidade moral de nossos representantes eleitos. E não podemos ficar de mãos atadas!
Impeachment do Presidente do Senado: Renan Calheiros

Impeachment do Presidente do Senado: Renan Calheiros

ASSINE. DIVULGUE. COMPARTILHE.
"O Senador Renan Calheiros foi eleito, em 2010, com 840.809 votos.

Vamos conseguir 1.360.000* assinaturas (1% do eleitorado nacional), levar esta petição para o Congresso e exigir que os Senadores escutem a voz do povo que os elegeu. 


Segundo nossa Contituição“A iniciativa popular pode ser exercida pela apresentação à Câmara dos Deputados de projeto de lei subscrito por, no mínimo, um por cento do eleitorado nacional, distribuído pelo menos por cinco Estados, com não menos de três décimos por cento dos eleitores de cada um deles”. 



Infelizmente essa ferramenta popular foi criada apenas para propor leis e com requisitos tão complexos que quase ninguém consegue fazer uso dela. Mas se 1.360.000 se juntarem a nós, poderemos causar um rebuliço na mídia, desafiar as restrições desta Iniciativa popular e exigir a revogação do presidente do Senado, Renan Calheiros. Vamos usar o poder do povo agora para exigir um Senado limpo."

SENADORES QUE VOTARAM EM RENAN CALHEIROS, VEJAM:

ATÉ CLÉSIO ANDRADE DE MINAS GERAIS / PMDB E MAGNO MALTA DO ESPÍRITO SANTO / PR.